CONTROLANDO A QUÍMICA DAS PISCINAS

In Belo Horizonte, Geral, Manutençao, Marcas, Piscinas, Piscinas de Fibra, Preços, Produtos

Veja como ter um Controle Químico da Piscina e os Produtos Necessários

É essencial manipular cuidadosamente o estabilidade química da sua piscina por vários motivos, como:

– Evitar a reprodução de patógenos perigosos, como bactérias presentes na água, pois é um lugar perfeito para microrganismos portadores de doenças contaminarem as pessoas;

– Porque a água com a estabilidade química incorreta pode danificar as estruturas da piscina;

– Porque a água com estabilidade inadequada é pode irritar a pele e os olhos;

– Água com a estabilidade química incorreta pode, facilmente, se tornar turva.

Bom, para se livrar dos patógenos da água da piscina, deve-se introduzir um agente desinfetante, sendo o mais popular o cloro, na forma de compostos químicos como hipoclorito de cálcio (um sólido) ou hipoclorito de sódio (um líquido).

Química da piscina

Quando o cloro é adicionado à água, o hipoclorito reage com a água para formar muitas espécies químicas, uma delas é o ácido hipocloroso.

Reação do ácido hipocloroso na piscina

O ácido hipocloroso mata as bactérias e outros patógenos, atacando os lipídios na parede celular, e também destrói as enzimas e estruturas dentro da célula por intermédio de uma reação de oxigenação. Compostos alternativos, como bromito, fazem sobretudo a mesma coisa, com resultados ligeiramente diferentes.

O hipoclorito costuma ser encontrado em forma de líquido, pó ou tablete (embora poucos profissionais utilizem a forma de cloro gasoso).

Especialistas em piscinas frequentemente recomendam a inclusão do cloro e em seguida o processo de filtragem utilizando um alimentador químico. Se for adicionado direto na piscina, utilizando tabletes nas caixas de escumadeiras, o hipoclorito tende a se concentrar nessas áreas. Pode ser que ele se degrade quando exposto à luz ultravioleta do sol e se combinado com outros elementos químicos para formar novos compostos.

Cloradores de piscina frequentemente incluem um agente estabilizador, como ácido cianúrico, que reage com cloro para formar um constituído mais firme que não se degrade tão facilmente enquanto exposto à luz solar.

Mesmo com um agente estabilizante, o ácido hipocloroso ainda pode se combinar com outros elementos, formando compostos não tão eficazes.

O ácido hipocloroso pode combinar-se com a amônia encontrada na pipi, entre muitas outras substâncias, para fabricar copiosas cloraminas. As cloraminas não são simplesmente desinfetantes fracos, ,mas também podem irritar a pele e os olhos, além de transmitir um forte odor de cloro na piscina. O cheiro característico e a irritação nos olhos associados às piscinas se devem as cloraminas, não ao cloro em geral.

Um cheiro muito forte e com uma frequência boa significa que tem pouco cloro livre na água (ácido hipocloroso).

Para se livrar das cloraminas, é necessário fazer um tratamento de choque na piscina: somar uma dosagem poderosa de desinfetante, seja este qual for, para apagar o material orgânica e compostos químicos nocivos.

O resultado da cloramina não está relacionada apenas relacionada com o Cloro, mas também com um outro fator químico importante, que é o pH.

Nível do pH

O pH da água é uma medida da sua estabilidade total (ácido-alcalino), isto é, a proporção relativa de ácidos e bases na água. Veja no artigo sobre A Importância do pH para a Piscina.

Se você permitir que a água fique ácida ou alcalina demais, certamente terá resultados indesejáveis com sua piscina. Se a água da piscina estiver bastante ácida, ela tende a desgastar partes metálicas que estiverem em contato com a água além de ocasionar irritações na pele e nos olhos das pessoas que nadarem.

Se a água for muito alcalina, ou básica, poderá motivar o acúmulo de cálcio nas superfícies da piscina e nos equipamentos, além de tornar a água mais densa e propensa ao turvo, esbranquiçado e opaco.

Aliás, o aumento na acidez ou alcalinidade alteram a eficiência do cloro! Este então, não destruirá os patógenos com eficiência se a água estiver muito alcalina e se dissipará mais rápido do que o normal se ela estiver ácida demais.

Na escala de pH, zero sinaliza acidez extrema, 14 aponta alcalinidade extrema e 7 aponta um estado neutro. A maior parte dos especialistas em piscina recomenda pH entre 7,2 e  7,8.

Para mudar o pH, deve-se adicionar ácidos ou alcalinos à água da piscina.

A utilização do carbonato de sódio elevará o pH da piscina e também a utilização do ácido muriático diminuirá o pH da piscina.

A manutenção da estabilidade química da piscina é um processo contínuo, porque todo tipo de elemento novo, como óleos de bronzeamento, impurezas em geral e outras substâncias que caem na água, alteram toda a formação química da mesma. Além do pH da piscina, também é necessário monitorar a alcalinidade total, a qualidade da água e do cloro.

Nível da alcalinidade

Conseguimos definir a Alcalinidade como a capacidade que a piscina possui de neutralizar ácidos, portanto sustentar seu pH fixo.

É um parâmetro de capacidade e não de intensidade (como o pH), e isso explica a justificativa de uma piscina ter o pH neutro e ter a alcalinidade elevada ou baixa.

A alcalinidade é devida singularmente aos carbonatos, bicarbonatos e, secundariamente, aos íons hidróxidos, silicatos, boratos, fosfatos e também amônia.

Porque Fiscalizar a Alcalinidade da Piscina?

Nós falamos várias vezes que, antes de colocar o cloro ou qualquer outro produto químico na piscina, é essencial ajustar o pH e a alcalinidade de sua água.

Mesmo que todos os parâmetros influenciem na estabilidade química da água e  no conforto dos banhistas, deve-se ter uma atenção peculiar à alcalinidade, que enquanto mantida na faixa considerada ideal, proporciona a segurança do pH, dispensando correções frequentes, o que gera economia e maior facilidade da manutenção da água.

Estojo de teste para alcalinidade

A alcalinidade atua como um tampão do pH, evitando variações (como dita acima, capacidade de neutralizar ácidos), e é medida em ppm (partes por milhão), o ideal para uma piscina é contê-la entre 80 e também 120 ppm. A avaliação da alcalinidade pode ser realize por meio de uma Coleção para Teste de Alcalinidade ou com a Fita de Teste.

Nós recomendamos fortemente a conferência, tanto do pH quanto da alcalinidade, com o estojo de teste, porque possui uma precisão bastante superior que a da Fita. Resumindo, você sempre deve medir e controlar sua alcalinidade, assim seu pH fica estável e sua manutenção mais fácil e barata.

Produtos Químicos para Piscinas

Vimos acima alguns fatos importantes sobre pH, alcalinidade e química da piscina em geral, agora é a hora de ver especificamente os produtos necessários para tratamento das mesmas. Quem cogita ter uma piscina deve possuir diversos produtos químicos em seu lar que desempenham funções variadas. Esses produtos são úteis na hora de mundificar e tratar a sua piscina, por consequência são indispensáveis. Acompanhe e você verá a função de todos produtos e como efetuar uma limpeza total da sua piscina.

Cloro Orgânico

O cloro possui a função de exterminar as bactérias prejudiciais a saúde e as algas que podem brotar nas piscinas. Há varias opções de cloro no mercado, na forma sólida, em pó e até mesmo em líquido. O cloro também deve ser estabilizado para permanecer mais tempo, este é o principal segredo enquanto o assunto é piscina.

Clarificante

O clarificante também recebe o nome de decantador. Como o nome diz, esse produto está a cargo de retirar toda a sujeira da piscina e também deixá-la limpa e com as águas claras. Você deve usá-lo conforme as instruções da embalagem, porque cada produto precisa de uma quantidade exata de uso para fazer um bom efeito. Teste alguns tipos de decantadores para descobrir aquele que melhor se adéque com a sua piscina.

Algicida

O algicida é necessário para “assassinar” as algas, quando você não consegue eliminá-las com o cloro ou com o aspirador. Um pequeno número de algas são resistentes ao cloro e, para garantir que elas irão embora, você deverá ter um algicida em mãos, você pode encontrá-lo em embalagens de até 5 litros.

Elevador de pH ou pH+

O elevador de PH é um produto bastante essencial, para medir o pH e mantê-lo na faixa ideal, assim o cloro vai estar sendo sustentado com maior eficiência e vai estar realizando a sua função que é purificar a piscina com toda a sua eficiência. Então, você deve sempre verificar seu pH e corrigi-lo. A tendência da piscina é fazer com que o pH desça com tempo, desse modo ao ter um ascensor de pH você garante que isso não ocorra por um bom tempo.

Redutor de pH ou pH-

A função do redutor de PH é a mesma que o produto anterior, só que o inverso. É possível, em certas ocasiões, que o pH da sua piscina fique elevado (ideal entre 7,2 e 7,8). Se o PH estiver acima que isso você terá que utilizar o redutor, devendo aplicá-lo conforme as instruções da embalagem.

Oxidante

O oxidante está a cargo de aumentar o poder desinfetante do cloro, evitando os resíduos cancerígenos e ajudando a restaurar o fulgor da água. Pode ser aplicado em rápidos 15 minutos e o seu uso não exige que a piscina seja interditada.

Passo a Passo da Limpeza

A limpeza da sua piscina deve começar manualmente na seção externa, ou seja, limpe as bordas, o deck e tudo que esteja ao derredor da piscina. Depois você deve lavar o skimmer ou o pré-filtro, então passe para a peneiração, e retire as folhas, insetos e outras sujeiras.
Depois parta para a aspiração do fundo, e em seguida comece o tratamento químico da água, primeiro meça a alcalinidade e corrija-a. Faça o mesmo procedimento com o pH e por último você poderá utilizar o cloro.

Todos os produtos citados anteriormente são essenciais para a limpeza e para o tratamento da sua piscina. Para mensurar o pH e alcalinidade, você ter que ter  2 estojos específicos, um para o pH e outro para a alcalinidade. Esses estojos possuem os equipamentos necessários para mensurar tais fatores.

Join Our Newsletter!

Love Daynight? We love to tell you about our new stuff. Subscribe to newsletter!

You may also read!

TOP 5 PISCINAS DE FIBRA: COMO ESCOLHER A SUA?

Top 5 piscinas de fibra: o que você precisa saber na hora de escolher a melhor piscina   Você

Read More...

QUAL A MELHOR MARCA DE PISCINA DE FIBRA?

CONHEÇA QUAL A MELHOR MARCA DE PISCINA DE FIBRA NO MERCADO, VANTAGENS E DESVANTAGENS Uma piscina de fibra é

Read More...

TUDO SOBRE TRATAMENTO FÍSICO E QUÍMICO PARA SUA PISCINA DE FIBRA

Como Funciona o Tratamento Físico e Químico da Piscina de Fibra Para uma piscina limpa e saudável, é essencial

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu