TUDO SOBRE TRATAMENTO FÍSICO E QUÍMICO PARA SUA PISCINA DE FIBRA

In Belo Horizonte, Geral, Manutençao, Marcas, Piscinas, Piscinas de Fibra, Preços, Produtos

Como Funciona o Tratamento Físico e Químico da Piscina de Fibra

Para uma piscina limpa e saudável, é essencial ter atenção nas duas partes da limpeza da piscina: o tratamento físico e o tratamento químico.

Aqui vamos falar sobre esses 2 processos e aprender algo geral sobre tratamento de piscinas. Entretanto, aqui encontra-se o essencial para cuidar de todo tipo de piscina e 90% de todo o processo de limpeza pode ser feito com as informações que seguem.

Quais os Principais Produtos para o Tratamento das Piscinas de Fibra?

Para sustentar a água da piscina sempre clara e limpa, é preciso fazer o uso de alguns produtos e também equipamentos de tratamento. Os mais utilizados são algicidas, clarificantes, estojo de teste de pH, barrilha de carbonato de sódio e o cloro, além do aspirador e da peneira. Com esse material é possível sustentar a sua piscina de fibra sempre limpa.

Qual a função de cada Produto?

Todo produto citado possui seu objetivo nas etapas de limpeza da piscina de fibra. O Algicida é utilizado para ajudar a retirar algas e coisas do tipo das paredes da piscina, sendo que a dosagem recomendada vem na embalagem do produto, depois de sua ação, é preciso colocar o clarificante que serve para aterrar resíduos que estão no fundo da piscina, logo se utiliza o rodo para aspira-la.

Este é montado com a junção da mangueira no cabo. Logo depois, utiliza-se a peneira para retirar folhas ou insetos que estejam na superfície da água. Como pode ver cada qual tem sua função específica e não tem como dispensá-los, veja mais alguns exemplos:

Função Especifica dos Produtos:

  • Cloro – Bactericida e germicida.
  • Algicida de Manutenção – Evita a crescimento de algas.
  • Algicida de Choque – Extermina as algas.
  • Decantador líquido – Decantar as impurezas da água.
  • Redutor de PH (-PH) – Reduzir o nível de PH
  • Barrilha Rápida (+PH) –  Aumentar o nível do PH.
  • Clarificante -Clarifica a água e melhora a filtragem.

Tratamento Físico das Piscinas de Fibra

O tratamento físico da piscina envolve assuntos relacionados à filtração e circulação da água, além da limpeza do espaço externo e também da superfície da piscina, das bordas e do piso. Dentre as necessidade da limpeza física da piscina, vamos falar sobre as principais a seguir.

Limpando o Espaço Externo da Piscina

A limpeza do espaço em volta da piscina é possível que ser feito utilizando uma vassoura ou um aspirador de folhas. O essencial aqui é sustentar o circunvizinhança da piscina sempre limpa para evitar que, com a ação dos ventos e a circulação de pessoas, a sujeira do piso entre em contato com a água da piscina. Vale lembrar também que o ideal é varrer jogando a sujeira no sentido oposto ao da piscina, evitando que a mesma caia na água durante a limpeza.

Limpando a Borda da Piscina

A limpeza da borda da piscina é essencial para a limpeza da mesma. As impurezas que se aderem nas bordas constituem um dos fatores que mais prejudicam a limpeza da piscina como um todo. A teoria aqui é utilizar um tecido ou bucha macia para, com o auxílio de um limpa-bordas ir retirando a sujeira agarrada no local.

Peneiração da Piscina

Limpar a superfície da piscina utilizando a paneira cata-folhas para retirar folhas, insetos e as demais impurezas da superfície da piscina é essencial. A peneiração da piscina, como a limpeza das bordas, é um outro fator que prejudica a manutenção da piscina e também, caso não seja feita, sua piscina demandará maior quantidade de cloro, além de que poderá ficar turva mais facilmente e, em pouco tempo, pode ficar parecendo com uma piscina abandonada.

Aspiração da Piscina

A aspiração é uma outra parte importante do tratamento físico da piscina, a utilização do aspirador remove impurezas do fundo da piscina e facilita o trabalho do filtro. Essa parte não tem segredo, apenas use o aspirador para limpar o fundo da piscina.

Filtração da Piscina

A filtração da água é realizada pelo sistema filtrante da piscina. Aqui é válido lembrar sobre as paradas para retro-lavagem da areia do filtro que, caso não sejam feitas, o tempo de filtração pode ser completamente desperdiçado, ou seja, inefetivo.

Tratamento químico da piscina

Agora vamos para o tratamento químico da piscina, é essencial lembrar da utilização de luvas, máscaras e óculos de proteção, para evitar contato com os produto, o que pode causar alergias e irritações em algumas pessoas. O tratamento químico da piscina envolve, principalmente, o controle dos parâmetros químicos (alcalinidade, pH, cloro e etc), além de toda manutenção que envolva produtos para desvendar qualquer problema encontrado. Seguem abaixo as principais partes do tratamento químico. Veja nosso artigo: Controlando a Química das Piscinas.

Controle do pH da Piscina

Aqui o ideal é verificar diariamente e regular sempre que necessário o pH da água. O pH deve estar continuamente entre 7,2 e 7,8. Se este estiver maior que isto, use um evador de pH, também chamado de Barrilha. Se este estiver menor que isto, adicione um redutor de pH, que usualmente é constituído por ácido muriático ou qualquer outro ácido.

Utilização do Cloro

 

Aqui é onde a maior parte das pessoas se enrolam, a mensuração e a correção do cloro livre na piscina devem ser feitas com bastante cuidado, muita gente confundo com cloro total. O cloro total é a quantidade de cloro livre somada à quantidade de cloro combinado presente na piscina. Aqui no Brasil é bastante difícil descobrir estojos que medem o cloro de forma livre e o cloro combinado. Desse modo, para verificar o cloro livre, vamos ter que utilizar a fita teste, que é facilmente encontrada em lojas de piscinas, no mais, é seguir o que o rótulo do produto fala, no artigo que citamos acima tem mais detalhes sobre o uso do cloro.

Controle da Alcalinidade da Piscina

A mensuração e a correção da alcalinidade da piscina deve ser feita no mínimo mensalmente. O ideal é medi-la toda semana. A alcalinidade se mostra como um dos parâmetros principais aos quais devemos prestar atenção, uma vez que é ela quem determina a consistência do pH. Este, por sua vez, é o que determina a eficiência e a duração do cloro que colocamos na água. Perceba que uma coisa leva a outra, se você descuida com a alcalinidade, seu pH varia demais o que, no final das contas, acabará levando à ineficiência do cloro utilizado. Então, não adianta monitorar o cloro diariamente se você não olha a alcalinidade e o pH da piscina, você deve dar atenção para tudo, para que a piscina se mantenha sempre limpa.

Decantação da Piscina

É essencial, ao longo do tempo, analisar a necessidade de decantar a piscina ou adicionar o floculante em dosagem de clarificação para facilitar no tratamento físico realizado pelo filtro. A maioria dos decantadores podem ser usados para decantar a sujeira e assim poder aspirá-la no dia seguinte, porém podem ser usados também para facilitar a filtração. Para utilizá-lo como facilitador de filtração (ou clarificante), basta juntar uma quantidade menor à piscina e sustentar a filtração funcionando.

Join Our Newsletter!

Love Daynight? We love to tell you about our new stuff. Subscribe to newsletter!

You may also read!

TOP 5 PISCINAS DE FIBRA: COMO ESCOLHER A SUA?

Top 5 piscinas de fibra: o que você precisa saber na hora de escolher a melhor piscina   Você

Read More...

ACESSÓRIOS PARA PISCINAS DE FIBRA

Veja as várias possibilidades de Acessórios para sua Piscina de Fibra Ter uma piscina em casa é bastante comum nos

Read More...

PISOS PARA PISCINA DE FIBRA – DICAS, TIPOS E MANUTENÇÃO

Saiba mais sobre os Pisos para Piscinas e como Escolher o Melhor Piso para Piscina Ter uma piscina em

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu